sexta-feira, 21 de março de 2008

Tango De Uma Nota Só

-Estás Bien?
Olheio de surpresa, se havia algo que não esperava era que ele sentisse por mim a menor preocupação. Disse por conveniência, por costume.
"Estás Bien?", se tivessemos um grau de proximidade soaria como se realmente estivesse preocupado comigo, disse com um tom de voz que soou desejável que de fato nos conhecessemos.
O certo era que eu estava bem, não de todo bem, mas ainda assim bem. Bem o suficiente para acreditar em alguns sonhos antigos.
Mas aquele "Estás Bien?" calou muito mais fundo do que de costume, talvez o charme que há no sotaque espanhol tenha ajudado.
Sim, era argentino, e talvez por isso junto com esse "estás bien?" eu tenha sentido parte do drama de tangos argentinos. E logo meus olhos ficaram úmidos, talvez eu não estivesse mais bem.
Senti que aos poucos enrubescia, e ele me olhava calmamente, esperava que eu dissesse algo. Já se faziam segundos de silêncio e talvez ele repetisse a pergunta, por achar que eu não o teria entendido.
Só precisava dizer "sim", num tom de agradecimento. Escondendo o certo constrangimento que sua pergunta me causara.
Mas não fui capaz de dizer nada, sorri com os olhos úmidos. E ele parece ter me compreendido, como se também ouvisse o mesmo tango que eu.

Nenhum comentário: