sábado, 7 de março de 2009

Mofo

Faço drama demais, meu sangue se esvaindo pelas brechas na carne que eu mesma fiz. Tenho andado mesmo pela perdição, to no fio da navalha, sem conserto. O ópio que se revele nas minhas veias cansadas, que estanque meu coração, que se deixe a razão.
Esse mundo não vale a pena, é belo demais para olhos sensíveis. É belo demais para minha compreensão opaca e curta.
Faço mesmo drama demais, esquece o sangue, amor, meu ego só quer a tua atenção. Cospe em mim, a vida é bela demais para a minha compreensão.

Nenhum comentário: